News

1 de dez de 2012

Crônica: Black Cat


Gato preto. Uns dizem que da sorte e outros dizem que da azar.O engraçado é que tem um gato na frente da minha janela e ele é preto, e espero desperadamente que ele me de sorte. O número de coisas ruins que vem acontecendo comigo é grande e espero que venha esse número agora só para coisas boas. Cansei das ruins como, uma louca atacar o seu carro após cinco minutos que você acabou de tirar da concessionária, ir mal nas provas e ainda por cima ainda não ter conhecido o cara perfeito e nem o imperfeito.Paro e fico bem quietinha encarando o gato, ele é pequeno  e está magro demais. Seus olhos amarelos me assustam um pouco, mas nada me faz parar de olhá-los bem dentro deles. Será que ele é o símbolo que quer dizer que as coisas vão começar a funcionar para mim ou será que é apenas uma mera coincidência e ele ache super confortável sentar ali?! Bom, isso eu não sei, mas espero que seja a primeira opção é claro. Estou me sentindo enjoada e penso no sorvete que está me esperando, e por mais estranho que parece eu não estou a fim de comer sorvete e olha que isso é raro. Espero loucamente começar o ano que vem relaxada e apenas com coisas e pessoas boas me cercando. Que a sorte volte para mim, por favor, Black Cat traga-a de volta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário